Pages

30 de agosto de 2013

Livro Duplo: Desejo & Obsessão


Hey Aliens! To aqui  de volta com a resenha de mais um livro. Não é nenhum livro intelectual, nem drama com garotos lindos que perderam uma perna. É um romance! Sim, eu leio romances. Eu sou uma menina então eu gosto de romances OK?

Bom, há uns meses atrás, aqui na cidade onde moro, encontrei uma feirinha de livros por dez reais. Sim! Todo o tipo de livro por dez reais. O pior disso é que eu estava sem grana e só pude comprar alguns. Esse foi um deles. São duas estórias de autoras diferentes. Não é um romance erótico daqueles que eu costumo ler lá no Magia e Romance. É bem levinho, mas tem pegada.

Vamos as sinopses!!





Bom nas duas estórias estão envolvidas a mentira. As duas mocinhas mentem, mesmo que por não terem opção e tal, mas mentem. Esse foi o ponto negativo do livro. Por exemplo, a Chantal só conta a verdade para o Angelos depois que toda a estória se desenrola, se fosse eu, não teria mantido a mentira, mesmo. Quando eu leio esses livros me ponho no lugar das personagens femininas, então isso me decepcionou. Mas é um romance tudo acaba tudo bem. O mocinho fica com a mocinha. Mas a gente sabe que na vida real não é bem assim. Então meninas, verdade sempre!



Se você gosta dos livros estilo Magia e Romance, pode encontrá-los em grandes bancas de jornal. Um dia desses mesmo eu encontrei por aqui, ou você pode assinar e receber os livros em casa. Custam em torno de 11,60. Para mais informações o site dos livros Aqui.

Esses livros não são para mudaram a sua vida drasticamente. Eles servem única e objetivamente para aumentar a alegrar o nosso ego feminino. Antes que as feministas de plantão me ataquem, eu digo que algumas mulheres relaxam comendo outras lendo romances. Eu como e leio romances :) Minha parte favorita do livro.

28 de agosto de 2013

Filme: Ruby Sparks a Namorada Perfeita


Hey Aliens! Estou de volta; SQN! Eu tenho tantas idéias de posts pra esse blog, mas ainda estão em rascunho, esperem que assim que eu tiver um tempinho eu os finalizo. O post de hoje é sobre um filme muito fofo que já estou pra comentar faz tempo. Achei ele lá no O Melhor da Telona, me apaixonei pela sinopse e resolvi assistir.

Sinopse:
O romancista Calvin (Paul Dano) sofre com perturbador bloqueio criativo que atrapalha o desenvolvimento de seu último livro. Com problemas também em sua vida pessoal, começa a criar uma personagem feminina poderia se apaixonar por ele. Daí nasce Ruby Sparks (Zoe Kazan), que inicialmente é uma personagem dentro de uma história, mas que pouco depois ganha vida e passa a conviver e se relacionar com Calvin pessoalmente.

Sinopse do Adoro Cinema





Confesso que sou apaixonada por histórias em que personagens saem de livros, e esse filme é tipo, exatamente o que acontece. Calvin é um escritor solitário, ele não amigos, só conversa com seu irmão e terapeuta. Ele criou um livro que fez grande sucesso, mas após este teve um bloqueio criativo. (Oh, como eu odeio bloqueios!) Então um dia ele tem um sonho sobre uma garota linda que conversa com ele, na manhã seguinte ele começa a escrever sobre ela, nomeando-a Ruby e colocando tudo o que ele achava que seria maravilhoso em uma garota. Num certo dia "Bang!", a Ruby aparece linda e maravilhosa, em sua cozinha comendo serial e vestindo somente sua camisa. Depois de um pequeno surto achando que está louco, Clavin percebe que Ruby é real e não só ele mais todos a veem. Então os dois começam a namorar.



Isso seria o sonho de qualquer escritor certo? Errado. Como nem tudo são flores, Ruby começa a ter uma identidade própria, e vontades que são diferentes as quais o Calvin a descreveu. Como ele tem o poder de mudar coisas na Ruby, (por exemplo, ele escreve ''Ruby fala francês.'', e no momento seguinte ela está falando francês fluentemente.) Calvin então começa a mudar várias coisas em sua ''namorada perfeita'' e isso acaba saindo mal.


O filme mostra duas coisas bem interessantes. Primeiro: a solidão. Como a gente se afasta das pessoas a ponto de querer fugir da realidade. Eu sou assim, sabe então entendo bem o personagem Calvin. Um ponto negativo do filme foi não saber abordar isso. Poderia mostrar ele convivendo com outras pessoas e fazer amigos para mostrar que nós precisamos ser sociais, ter contato humano, não só amoroso. Dois: Nossa necessidade de controlar a pessoa que amamos. Quem nunca começou um relacionamento e queria que a pessoa amada fosse exatamente do nosso jeito. Muitos relacionamentos terminam porque não entendemos que o outro precisa de individualidade. Afinal, se quiséssemos namorar nós mesmos ficaríamos solteiros certo? Eu amei como o tema foi abordado, até de mais, mas valeu assim mesmo.


O final é fofo e posso dizer que vocês não vão se arrepender de assistir. Recomendo ver com as amigas, com a mãe (meu caso!), e por que não... Com o namorado! Já que o filme se passa pela perspectiva do Calvin, mas também serve para as mulheres hein!


Ah, sim, não posso esquecer de comentar sobre os looks da Ruby! E esse cabelo maravilhoso, eu amor ruivos e ruivas, então fiquei apaixonada por ela. O cabelo é ao natural, o que passa para gente da personagem é liberdade. Ela o usa solto na maioria das vezes. O look é super fofo e colorido. Amo essa meia calça que ela usa na primeira cena, e as outras meias listradas. O vestido laranja da última cena é o meu favorito.


Bem, espero não ter feito um post enorme, o fiz porque o filme realmente merece reconhecimento é muito bom. Para quem assistiu comente, quem não assista e comente ;) Eu vou deixar o link para download do filme aqui. Tem mais uns filmes que eu quero comentar, e livros também. Tenho três livros ótimos para comentar aqui no blog, dois eu já li e falta o terceiro. Enfim, como sempre terminando o post com uma das frases mais fofas do filme e é da Ruby pro Calvin: A primeira vez que eu vi você, eu pensei: ''Olhe aquele garoto. Eu vou amá-lo para sempre, e sempre, e sempre.''





24 de agosto de 2013

Mega Hair X Aplique de Tic-Tac


Hey Ya! Aliens! Depois de uma semana de cão, cá estou com um post para tirar as duvidas das meninas que querem alongar os fios. Primeiro de tudo vamos entender o que é cada um; vamos ver os prós e contras; preço e o mais importante o efeito que dá nos fios.


Mega Hair: é uma técnica para alongar os fios. Dura em torno de três meses, isso varia muito, vai depender do crescimento da raiz. Em geral você compra o cabelo que será aplicado ao seu em lojas próprias ou no salão mesmo. O ideal é que o cabelo seja bem parecido com o seu. Se cacheado compre cacheado. Mas tem meninas que tem a raiz crespa e usam Maga Hair liso. Tem problema? Não. Só corre o risco de não ficar com o aspecto natural.



Prós: 

Dura. Você compra o cabelo e pode reutilizá-lo na próxima vez em que for colocar.

É seguro. Você pode balançar pra lá e pra cá que não cai.

Se feito por bons profissionais, efeito natural.

Contras:  

Assim que você fizer o Mega, se for de Nó Italiano, trancinha ou qualquer método que puxe/amarre o cabelo na sua raiz natural, vai ter um certo desconforto. Porque aperta muito para que fique bem firme. De todas as pessoas que conheci que usam Mega essa é a reclamação numero um. Você provavelmente sentirá desconforto por uns três dias e para as mais sensíveis uma semana até que o cabelo de uma ''abaixada'', ou você se acostume.

Ouvi dizer que o Mega feito com queratina embaraça a raiz e é um diabo para desfazer os ''nós''.

O Mega exige cuidados. Não vá pensando que só colocar o cabelo e: ''Ui, to linda. Não preciso fazer mais nada.'' Tanto o cabelo que você coloca quanto seu precisam de hidratação, o Mega mais ainda por ser um fio que não vai estar recebendo nenhuma vitamina nem proteína pelo sangue, já que não está na sua cabeça né. Na hora da lavagem é normal, shampoo, água, mas ao secar atenção redobrada a raiz porque se ficar molhada pode apodrecer e ocorrerá queda. Muitas meninas perderam metade dos cabelos por causa desse mal cuidado na hora de secar. Fique atenta!

É caro! Da última vez eu achei a mão de obra + cabelo por 500 reais. Mas dependo pode chegar de R$1,000 a R$5,000! Lógico que na cabeça toda sai mais caro do que só da metade, mas mesmo assim é bem carinho.


Aplique: Os apliques são pequenas mechas de cabelo acopladas em uma presilha que ao colocada bem jus a sua raiz alonga seus fios. Pode ser tanto sintético quanto natural, este último é claro dá um efeito melhor. Vendida em lugares especializados em cabelos e na internet. A manutenção é a mesma do Mega: lava com shampoo e água, passe um leave in e seque. Custam em torno de R$100 a R$500.



Prós: 

Como qualquer tic-tac você tira e põe. Se estiver aquele calor dos infernos é só tirar durante o dia e colocar a noite para aquela festa bafonica!


Contra:

Se colocado de forma errada todo mundo vai ver que é aplique.


Ao mudar a cor você pode estragá-los. Os apliques vem com uma cor que pode ser artificial ou própria (virgem). Se quiser colori-los em casa corre o risco de dar merda. 


Minha opinião:

Eu com aplique feia pra Car%$#!

Já usei os dois, por pouco tempo e não em toa a cabeça. Se quer algo rápido, mais em conta e não permanente opte pelo aplique de tic-tac. Agora se quer uma transformação, pode pagar e está disposta a cuidar dos fios, faça um Mega. Com acompanhamento de um profissional o Mega Hair fica lindo. O que você tem que fazer é pesquisar bastante e ver qual se adequada melhor a você e ao seu momento. Ah, depois que você retira o Mega Hair, você pode guardar esse cabelo a reaplicá-lo. Se bem conservado vai durar para sempre... Espero ter tirado suas dúvidas. Qualquer coisa pergunte nos comentários.

Beijos




20 de agosto de 2013

Avril Lavigne - Rock N Roll


Hey ya! Finalmente saiu o segundo single da nossa Mother Fucking Princess!  Rock N Roll! A composição teve a participação do maridão da Avril o Chad Kroeger (Nickelback), que aliás deve estar inspirando muito a loira. Amo esse casal. Avril disse que amou tanto o clipe que acha que ele deveria ter sido o primeiro single.


Eu me pergunto por que "Rock N Roll" não foi escolhido como primeiro single? Eu entendo o apelo comercial que "Here's to Never Growing Up" tem, mas esse single soa mais atual. "Rock And Roll" tem uma produção épica, letras atrevidas - que diz, 'quando você está em um relacionamento, o amor entre você e seu parceiro é o que importa, dane-se todos os outros ou o que eles pensam! - É uma melodia cativante e eu não tenho certeza sobre o desempenho de "Rock and Roll" nas paradas.
— Avril Lavigne falando sobre Rock N Roll.


É agora basta assistir.




16 de agosto de 2013

Playlist: Black and White

Hey Aliens! Como estão? Minha semana foi bem agitada e ficou difícil postar, prometo lhes compensar no final de semana. Pra hoje temos uma playlist em preto e branco. Eu amo clipes assim. E tive tantos em mente que ficou difícil escolher só esses.

P!nk - Blow Me (One Last Kiss)


My Chemical Romance - I Don't Love You


Lily Allen - Littlest Things


 Evanescence  - My Immortal


 Avenged Sevenfold - Dear God


Pitty - Déjá Vú


Joan Jett & the Blackhearts - I Love Rock N Roll


Mad Ne-yo


Back To Black - Amy Winehouse 


Tenham um ótimo final de semana.



10 de agosto de 2013

Electra Heart is Dead!

Yeah my angels. Com muita tristeza que lhes venho anunciar o fim de um dos mais brilhantes álbuns a que tive a honra de conhecer. Ontem nossa querida e amada Marina and The Diamons encerrou o álbum Electra Heart com a última parte cinematográfica. Vamos lembrar desde o inicio?



























Vamos sentir sua falta Electra. 
Você estará sempre em nossos corações. 
Descanse em paz.



ELECTRA HEART - 08.08.11 - 08.08.13

8 de agosto de 2013

Livro: A Culpa É das Estrelas frases

Hey ya, Aliens! Estou de volta depois de uma semana bem cansativa de volta ás aulas. Que foi bem tranquila, achei que seria mais pesada. Tenho um novo professor de Biologia super legal! Espero que isso faça minha nota na matéria melhorar, hahaha! Bem, vamos ao post!


Ler este livro foi uma experiência incrível, e sim, ele é tão bom quanto todo mundo diz. Confesso que só o li porque minha amiga, Sarah fala tanto dele que me dá vontade de explodir a cabeça dela com uma bazuca. O livro conta a história de dois adolescente com câncer que se apaixonam. Apesar de ter todo o drama e a morte os espreitando eles lidam com a doença, os problemas do dia a dia com muito humor. Algo que achei tão brilhante. Nesse livro você entra no universo único deles e ganha uma grande história e lição de vida.

No começo eu não queria lê-lo por já saber do final triste, e eu odeio finais tristes. Nossa vida real já é tão cheia de tragédias e dramas, quando você pega um livro ou um filme você quer, quase que obrigatoriamente um final feliz. E pode parecer idiota, mas eu sou assim. Apesar da morte de um dos personagens mais encantadores, não desmerece em nada a beleza que é esta obra. E sim, eu chorei litros e mais litros.



Para começar a história não é bonitinha. Se você espera um Crepúsculo da vida, procure outro livro. Este livro te faz refletir a cada palavra. E o mais importante te faz ver além dessa bolha em que nos colocamos a cada dia. A escrita em comparação a alguns livros que venho lendo, é simples e direta. O autor sabe o momento certo de encaixar cada cena e descrevê-la para te fazer se sentir parte do livro.



 Hazel é incrivelmente e lindamente verdadeira. Ela descreve sua situação como ela realmente é. Sem eufemismos. Seu humor ácido também me rendeu muitas risadas. Ás vezes isso é bom? Sim. Ás vezes não. Ela lida com a doença de forma madura e tenta não dar a si mesma falsas esperanças. Os dois personagens principais se completam lindamente e apesar das diferenças se veem apaixonados. Como lidar com um amor quando você não sabe mesmo se vai viver? Hazel ficar bem insegura no começo, como ela mesma diz: ''Eu sou uma granada.'' Mesmo assim é inevitável e os dois caem um pelo outro lindamente. O que te faz amar esse casal é que o que aconteceu com eles no livro poderia ter acontecido na vida real. Augustos com certeza é o personagem mais encantador. Seu humor acrescenta ao livro, deveras melancólico, a dose certa de graça. Muitas vezes ele foi a rocha da Hazel. Depois de toda a sua luta no fim ele acabou aceitando que nessa vida não tem como evitar se machucar o importante é viver cada hora do dia intensamente. Como ele mesmo diz: “Não dá para escolher se você vai ou não vai se ferir neste mundo, mas é possível escolher quem vai ferí-lo. Eu aceito as minhas escolhas.”

Nota para os personagens antagonistas que também são ótimos. Queria que o Isaac tivesse arrumado um novo amor. E queria que alguém tivesse caçado a Monica com um machado. Os pais de ambos os personagens são maravilhosos. Acredito que todos os pais de verdade fariam o que eles fizeram. Isso nos lembra de agradecer aos nossos por tudo o que fazem por nós, e por tudo o que fariam se algo assim nos acontecesse. Ás vezes a gente não tem ideia do quão forte nossa mãe e pai são.


O livro me fez questionar a doença em si. Existe vida após a morte? Por que algumas pessoas sofrem mais que outras? Por que não podemos ser eternos? Não só aquele filósofo famoso, ou a estrala pop. Todos. Por mais que a gente tente viver para sempre, parece que pelo menos aqui em nosso plano terreno é impossível. Mas o que realmente importa é a vida que você leva aqui. O que importa é o aqui e o agora. Faça isto valer a pena.


Você não consegue não se colocar no lugar dos personagens e se imaginar naquela situação. Minha avó, Maria, teve câncer, mas eu era muito pequena para me lembrar e não fiquei com ela no hospital, então não, eu não convivi com câncer. Minha amiga Sarah, teve câncer, e talvez seja por isso que este livro seja tão especial para ela. Mas graças a este livro agora tenho uma ideia de como é.




Bem, voltando ao livro só posso dizer que vale muito a pena você lê-lo. Você vai ficar triste? Sim, mas vai ter um grande aprendizado. Com a palavra do pai da Hazel o livro é meio que ''derrotista''. Ele não tem o final esperado, mas como em muitas situações em nossas vidas você nem sempre tem o que quer, mas o mais importante é aprender algo com isso.

Esse post ficou enorme, mas este livro merece. É mais que uma dica de leitura é um aprendizado. Termino o post com a frase que eu mais gosto do livro. Ela tem tantos significados, mas o mais especial para mim é este.

 renata massa